Wiki v4.0
Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação

Perguntas Frequentes Módulo Patrimônio

FAQ com perguntas e respostas sobre o módulo



Perguntas Mais Frequentes - Patrimônio

  1. O que fazer quando o usuário está tentando enviar um bem para uma unidade, e o sistema informa que não existe responsável para receber o bem na respectiva unidade ?
    • Primeiramente devemos realizar uma consulta pelo responsável da unidade no SIGadmin(www.sigaa.ufrn.br/admin). Para receber um bem em uma determinada unidade, o nível de responsabilidade do usuário cadastrado como responsável deve ser de CHEFIA. Caso contrário, mesmo que a unidade possua um usuário cadastrado com o nível de responsabilidade SECRETÁRIO, o sistema não irá permitir a transferência do bem.
  2. Não consigo cadastrar Levantamento patrimonial através da aba Cadastro, do módulo Patrimônio.
    • O caminho correto para o cadastro do Levantamento Patrimonial da unidade do usuário é: Módulo Patrimônio –> Gerência –> Levantamento Patrimonial –> Cadastrar Levantamento.
  3. O que são os DESCRITORES DE MATERIAL?
    • Os descritores de materiais são características específicas comuns a um determinado grupo ou subgrupo de material. Vejamos o caso do grupo 5235 - Equipamentos de Processamento de Dados: podemos cadastrar monitores, impressoras, computadores, etc. Todos esses materiais podem ter uma característica comum, por exemplo, número de série. Podemos cadastrar um descritor chamado número de série para o grupo 5235. Dessa forma, poderemos consultar os bens pelo seu número de série. De outra forma, todos os monitores possuem a especificação da polegada, resolução, etc. Com o cadastro de um descritor chamado polegada, esses materiais poderão ser consultados pela polegada, que é o caso de um gestor de patrimônio querer consultar todos os monitores de 19“. Para conhecer mais, consulte o manual sobre o cadastro de descritores.
  4. No momento do tombamento de um bem da FUNPEC, o sistema mostra a mensagem que o bem é não tombável. O que seria isto?
    • Para que um material possa ser tombado, este deve fazer parte do grupo de materiais permanentes. Caso o bem não esteja associado a este grupo, ele não pode ser tombado.
  5. Não consigo excluir uma quantidade de um material em uma nota fiscal. O que eu devo fazer?
    • Para remover um item de uma nota, certifique-se de que todos os tombos associados a ele estão anulados. Caso contrário, o sistema não permitirá a operação.
  6. O DMP cadastra a nota fiscal no sistema para dar prosseguimento ao processo de tombamento, mas quem (qual unidade e perfil da função) e quando é aberto o processo de pagamento dessa nota? O que o DMP faz com a nota física? Ele recebe? Despacha através de um processo? Como funciona?
    • O processo de pagamento é aberto após o cadastro da nota fiscal, no SIPAC, e lançamento do nº do empenho, nota fiscal e termo na conta de ativo permanente, no SIAFI. Essas etapas são realizadas pela assessoria técnica contábil que encaminha para liquidação a nota de pagamento gerada (SIAFI), a nota fiscal e nota de empenho (SIAFI). De posse desses documentos, o responsável da Seção de Liquidação cadastra um processo de pagamento e o envia, junto com a nota fiscal e os demais documentos, para o DCF realizar o pagamento.
  7. No cadastro da nota fiscal, porque aparece garantia e validade? A validade não é apenas para materiais de consumo?
    • A validade é utilizada nos casos de tombamento de software com licença de uso ou equipamentos hospitalares que possuem validade de esterelização, por exemplo.
  8. No tombamento por “Outros Tipos de Entrada”, em que situação é utilizado o tipo “AVALIAÇÃO”?
    • Esse tipo de entrada é para os bens doados que foram avaliados. Isso acontece quando um bem é doado para a instituição mas não é novo e, portanto, precisa ser avaliado para o valor informado seja compatível com o bem.
  9. Como é feita a entrada de bens de terceiros?
    • Através do tombamento por “Outros Tipos de Entrada”. Será questionado o tipo de entrada, no qual deve ser informado a opção Bem de Terceiros.
  10. Como é feita a depreciação, no módulo patrimônio?
    • A depreciação é feito através da funcionalidade ajustar valor contábil, disponível em SIPAC → Patrimônio → Gerência → Movimentações → Ajustar valor contábil. Para mais informações sobre a funcionalidade, consulte o manual da funcionalidade.
  11. Fiz uma migração dos bens do meu sistema antigo para o SIPAC, mas os bens não estão sendo listados para depreciação”
    • O sistema considera as seguintes informações para depreciar um bem: * O bem deve ser depreciável; * O bem deve ter vida útil e valor residual; * A data de início de uso e data do último ajuste contábil devem estar com os valores corretos; * Certificar que o parâmetro 1_600_70 DATA_BASE_DEPRECIACAO_TESTE_RECUPERABILIDADE está configurado corretamente. O sistema irá listar os bens cuja data de inicio de uso seja superior a data informada nesse parâmetro.
  12. No cadastro de nota fiscal extra-orçamentária não tem um campo para informar o nº de empenho, que é a informação muito utilizada pelo setor de patrimônio. Então deve colocar esta informação na parte de observações.?
    • Sim. Essa informação não será utilizada nos relatórios.
  13. A chefia de uma unidade mudou. Como proceder?
    • Em casos de mudança de chefia, é necessária a geração de um novo termo de responsabilidade. Desta forma, os bens da unidade serão passados para um novo responsável.
  14. Fiz um desmembramento errado. Como cancelá-lo?
    • Para estornarmos um desmembramento errado é preciso que utilizemos a função estornar movimentações. Essa funcionalidade permite que o usuário cancele uma determinada movimentação de bem. É necessário lembrar também que uma movimentação só pode ser cancelada caso o bem ainda não tenha sido recebido pela unidade de destino.
 
Criado em 21/03/2019 às 10:01 Visitas: 17